Médico cataguasense reforça equipe de Saúde no combate à Covid-19 em Manaus/AM

O médico cataguasense Pablo Salgado, de 27 anos, formou-se em medicina pela faculdade de Petrópolis e faz residência de cirurgia geral no hospital Adventista Silvestre, Rio de Janeiro, com a equipe que mais faz transplantes de fígado da América Latina, bem como de rins e pâncreas. Ele é filho de Hercyl Salgado Filho e Carmen Salgado. É irmão caçula de Hercyl Neto e René Salgado.
Pablo atendeu convite do Ministério da Saúde para integrar equipes de profissionais médicos visando auxiliar no atendimento à Saúde dos manauaras e amazonenses durante esse prolongado período de calamidade que aquele estado e sua capital vêm enfrentando, com o crescente número de pessoas contaminadas pela Covid-19.
Diariamente partem profissionais da saúde, heróis anônimos de todas as partes do país para o Amazonas. Ele e os demais companheiros dessa ação solidária foram vacinados antes do embarque para um período aproximado de 10 dias desse trabalho. Eles teriam direito a remuneração e vale alimentação durante o período que lá estiveram, mas não quiseram receber.
“Pablo se formou numa excelente faculdade graças aos fornecedores, ótima equipe de colaboradores e, principalmente, aos clientes do bazar René e bazar Leblon, o que nos permitiu custear os seus estudos. Ele sabe que está apenas retribuindo, destacou seu pai, Hercyl Salgado Filho.
Já em Manaus, o médico cataguasense e seus companheiros de voluntariado, o colega Rodrigo Leite Furtado e o instrutor da residência em cirurgia geral Eduardo Martins Fernandes, passaram a prestar plantão no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. 
“Recebi o convite do meu instrutor, dr. Eduardo Fernandes, que manteve contato com o Ministério da Saúde, a fim de virmos a Manaus para ajudar voluntariamente, sem remuneração, para trabalhar, seja no setor de cirurgia geral, no qual a gente é habituado, seja no setor de terapia intensiva, no qual também temos experiência”, disse Pablo. 
Com o exemplo próprio de voluntariado na área médica, Pablo Salgado convocou outros colegas de todo o país para ajudar no combate à epidemia no Amazonas, seja de forma voluntária ou remunerada, por meio, por exemplo, do Edital do “Mais Médicos”. Em declaração à Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas, o médico cataguasense lembrou que “sou afilhado do dr. Fernando Olinto, que é o primeiro Médico Sem Fronteira brasileiro atuante, e sempre tive interesse em ajudar voluntariamente em locais, principalmente no Brasil, que estivessem enfrentando situações críticas como essa em que Manaus se encontra. Entendo como de grande importância que outros médicos do Brasil também tenham interesse, seja de forma voluntária, seja por remuneração, mas, que possam vir ajudar de alguma forma essa cidade e esse estado, que tanto precisam de auxílio nesse momento tão crítico em que se encontram”. 
Após completarem o período acordado os profissionais já retornaram às suas unidades-base.
Como reconhecimento, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ) concedeu, no último sábado, dia 6, a Comenda Evandro Freire aos médicos Eduardo Martins Fernandes, Pablo Salgado e Rodrigo Leite Furtado, pelo trabalho voluntário no combate à Covid-19 no Hospital 28 de Agosto, em Manaus, no Amazonas, durante a crise de saúde pública instaurada naquele estado.

Camilo Vória: Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases, com informações do Portal Cataguases, SES/AM, CREMERJ e MS. Fotos: arquivo familiar, CREMERJ e SES/AM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *