Hospital de Cataguases está com nível crítico de estoque de medicamentos para pacientes em UTIs.

Não é apenas a falta de leitos hospitalares para atendimento a pacientes suspeitos ou confirmados com covid 19, que se observa em nossa região, no estado e em todo país, que está deixando os gestores de unidades hospitalares, públicas ou privadas, extremamente preocupados. Diante da piora dos indicadores da COVID-19, com o número de novos casos em elevação contínua, demandando mais assistência médico-hospitalar, os estoques que estas unidades se programavam para um consumo de 30 dias, está se esgotando em uma semana, dez dias no máximo.
Essa escassez de medicamentos básicos para intubação de pacientes contaminados pelo vírus em estado grave, coloca os gestores das unidades hospitalares em alerta máximo e buscando ajuda junto a entidades e governantes, seja a nível municipal, estadual. federal ou internacional, para tentar contornar a situação e evitar que a situação caótica vivida em outros estados aqui se repita.
Apenas para exemplificar esta situação, apresentamos alguns dos medicamentos mais usados pelo Hospital de Cataguases, bem como os aumentos absurdos que aconteceram com o agravamento da pandemia:
Propofol: custo anterior de R$ 7,85 – última compra a R$ 16,90 e já na fila de espera para a sua aquisição a R$ 25,00;
Rocuronio: custo anterior de R$ 12,00 – penúltima compra a R$ 22,37 – última compra a R$ 50,00;
Dexmedetomidina: custo anterior e R$ 19,58 – penúltima compra a R$ 26,00 – última compra a R$ 35,00;
Dextrocetamina; custo anterior a R$ 44,72 e já na última compra a R$ 65,50.
Com a explosão de internações, entidades representativas do setor de Saúde temem o desabastecimento de insumos e remédios essenciais.
Ontem, o Ministério da Saúde requisitou os estoques da indústria de medicamentos que compõem o chamado “kit intubação”, incluindo anestésicos e bloqueadores musculares, para abastecer a rede do Sistema Único da Saúde (SUS) por 15 dias.
Em Minas Gerais, o número de diagnósticos da doença respiratória alcançou, ontem, dia 22 de março, 1.003.104 contaminados e os óbitos somam 21.303 desde o início da pandemia.

Profissionais da saúde e gestores hospitalares, tanto da rede pública quanto privada, reclamam da falta de medicamentos básicos para intubação, entre outros. A queixa é que, além dos preços altos, a demanda elevada pressiona o fornecimento. “Estamos vendo insumos que já estão sendo colocados em lista de espera, indicando que há um risco de começar a faltar. Aliado a isso houve aumento de até 700% dos preços de alguns dos itens como o Midazolam”, afirma Wesley Marques, superintendente da Associação e Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde de Minas Gerais (conhecida como Central dos Hospitais). Daniella Rodrigues Pereira, gerente de Serviços de Apoio do Hospital de Cataguases, calcula que “se continuar nesse consumo elevado que estamos verificando nas últimas semanas, nosso estoque entrará em colapso, no máximo, em duas semanas. Não é questão de recursos, é falta do produto nos fornecedores. Estamos fazendo os pedidos e tendo que em entrar em fila de espera que, em alguns casos, supera os 60 dias. É esse o alerta que fazemos à nossa comunidade e das cidades vizinhas: que todos se conscientizem da grave situação que enfrentamos e que, se esse quadro não for revertido, com a quedas nas internações, ficaremos sob risco de não ter condições de prestar o atendimento adequado às pessoas contaminadas em poucos dias por falta dos medicamentos necessários para a realização dos procedimentos médicos”.   

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases com informações do jornal Estado de Minas

Maçonaria doa cadeiras de rodas ao Hospital de Cataguases.

O provedor José Roberto Furtado e o superintendente geral Maximo Barbosa da Silva receberam as cadeiras de roda doadas pelas lojas maçônicas do município.

O Hospital de Cataguases recebeu nesta segunda-feira, 22 de março, quatro cadeiras de rodas. Os equipamentos, doados pelas Lojas Maçônicas de nosso município, jurisdicionadas ao GOMG (Grande Oriente de Minas Gerais), vão auxiliar nos deslocamentos de pacientes com dificuldades de locomoção, sejam idosos, enfermos com traumas, deficientes físicos, pacientes em pré e pós operatório e outras situações em que se fizerem necessárias.
As cadeiras foram recebidas no Hospital pelo provedor José Roberto Furtado, acompanhado pelo superintendente geral Maximo Barbosa da Silva. “São equipamentos que vão nos ajudar bastante no atendimento aos nossos pacientes” disse José Roberto.
Maximo Barbosa da Silva agradeceu à doação das Lojas Maçônicas da cidade. Ele ressaltou que “nesse período difícil que estamos atravessando queremos registrar e agradecer esse gesto de solidariedade como um estímulo para continuarmos desempenhando a nossa missão da melhor forma possível”.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

Hospital de Cataguases informa:

Há vagas para Biomédico e Técnico de Laboratório.

O Hospital de Cataguases vai realizar a contratação de dois profissionais para integrar sua equipe do Laboratório de Análises Clínicas: um BIOMÉDICO e um TÉCNICO DE LABORATÓRIO (com experiência).

Os interessados devem entregar os currículos de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no Laboratório do Hospital de Cataguases, à Rua. Coronel Antônio Augusto de Souza, 442 – Vila Tereza.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3429-4940.

HOSPITAL DE CATAGUASES INFORMA:

Devido ao aumento do número de contaminações por COVID-19 em Cataguases e nos municípios vizinhos, a Comissão Interna de Controle de Infecções Hospitalares, em comum acordo com a diretoria técnica e a administração do hospital decidiu que, a partir deste domingo, dia 14 de março, as VISITAS aos pacientes internados naquela unidade hospitalar, sejam nos setores de Enfermarias, apartamentos ou UTIs ficam SUSPENSAS até segunda ordem. As informações sobre os pacientes serão fornecidas apenas pelo telefone: 3249-4900. Pedimos a sua colaboração para que esta informação chegue ao maior número de pessoas possível, evitando transtornos para familiares e/ou amigos de pacientes de outras localidades que ali estejam internados.
No caso de acompanhantes o protocolo de segurança continua o mesmo. O paciente que precisar de acompanhante poderá tê-lo, mas esse acompanhante não poderá ser trocado e só deixará a unidade hospitalar com a saída do paciente.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

Hospital de Cataguases assina protocolo de intenções visando parceria com faculdade de Medicina de Manhuaçu.

O Hospital de Cataguases recebeu, na tarde desta sexta-feira, dia 12, a visita de uma equipe técnica e administrativa da Faculdade UNIFACIG, de Manhuaçu, com o objetivo de conhecer as instalações desta unidade hospitalar, visando a formalização de uma parceria que possibilite ao Hospital de Cataguases ser uma unidade de referência para complemento do curso de medicina aos alunos daquela instituição.
A equipe, representando o reitor da UNIFACIG Thales Hanna, contou com a participação do pro reitor de Ensino Oscar Lopes, os médicos instrutores Felipe Pereira e Gustavo Henrique (coordenadores do curso de medicina) e Roberta Mendes (coordenadora do curso de enfermagem).
Eles participaram de reunião com a direção do Hospital de Cataguases, integrada pelo provedor José Roberto Furtado, o superintendente geral Maximo Barbosa da Silva, o superintendente administrativo Eliermes Teixeira, o diretor técnico Dr. Pedro Cesar Martins, os assessores jurídicos Thomas Benevenuto e Eduardo Barcelos, a gerente de Apoio Daniella Rodrigues Pereira, a analista de licitações Cinthia Correa Piovan e o gerente de enfermagem Eloi de Oliveira Rodrigues.
Os coordenadores dos cursos de medicina, conduzidos pelo diretor técnico Pedro Cesar Martins, e da enfermagem Roberta Mendes, acompanhada pelo gerente de enfermagem Eloi de Oliveira Rodrigues, conheceram todas as instalações e equipamentos do Hospital de Cataguases, inteirando-se das condições que a unidade dispõe para atender às necessidades da faculdade nos períodos mais importantes para os alunos: os da finalização de seus cursos.
Conforme explicou o pro reitor de Ensino Oscar Lopes, o acordo a ser formalizado entre as instituições possibilitará a que os alunos do curso de medicina façam no Hospital de Cataguases a etapa final de sua formação, entre o 9º e o 12º períodos, comumente conhecido como internato e já projetando a realização da residência médica.
O médico professor Felipe Pereira falou sobre a importância que a residência médica significa, pela qualidade dos serviços prestados à comunidade-base do hospital onde é realizada. “Ao concluir o internato, que é a parte final do curso, a graduação e receber o registro no Conselho Regional de Medicina, o profissional formado pode exercer suas funções como médico generalista em instituições de saúde. Se quiser, entretanto, aprofundar seus estudos e adquirir uma especialidade, o caminho mais comum a ser trilhado é fazer uma residência em Medicina”, explicou, acrescentando que “a residência médica é uma modalidade de pós-graduação que funciona nas instituições de saúde, e é por meio delas que os recém-formados realizarão atividades práticas para consolidar, aprofundar e harmonizar seus conhecimentos teóricos ao ambiente hospitalar, sob a supervisão de médicos especialistas, ampliando consideravelmente a oferta de uma mão de obra especializada e essencial para o atendimento às demandas da sociedade sob a área de abrangência da unidade hospitalar.
Maximo Barbosa da Silva explicou que a afinidade familiar com o pro reitor Oscar Lopes possibilitou que esta parceria fosse materializada num curto espaço de tempo. “Essa ideia surgiu durante uma conversa familiar no Natal, prosseguiu com uma visita de nossa equipe à faculdade em Manhuaçu e está sendo sacramentada com esse encontro hoje”.
Com a parceria entre a universidade UNIFACIG e o Hospital de Cataguases, os alunos teriam as aulas práticas dos estágios finais dentro do Hospital. “Isso significa que esses alunos viriam morar em Cataguases, injetando mais recursos na economia do município, além de proporcionar um enorme ganho na qualidade do atendimento aos pacientes do Hospital de Cataguases, com a presença também dos professores médicos instrutores e da carga horária que precisam cumprir”, acrescentou.
O provedor José Roberto Furtado agradeceu a todos os envolvidos nesta iniciativa pelo empenho para que a mesma prosperasse e pudesse começar a se materializar com a visita dos representantes da UNIFACIG ao Hospital de Cataguases. Ele destacou que “esse é um projeto que vai transformar a realidade do atendimento médico na nossa cidade e região, além de colocar Cataguases em destaque na área da medicina. Vamos nos empenhar ao máximo para transformar esse projeto em realidade, apresentando nossa proposta aos gestores da Saúde dos municípios que integram nossa base de atendimento para que sua implementação se dê no menor espaço de tempo possível”, finalizou.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

8 de Março – Dia Internacional da Mulher

À todas as mulheres, a nossa homenagem.

Esta á uma data especial e não poderíamos apenas deixá-la passar em branco, embora seja essa a cor que define nosso ramo de atuação.
O Hospital de Cataguases, através de sua Mesa Diretora e toda a equipe administrativa, sabe que todas as palavras elogiosas que possam ser proferidas ainda seriam poucas para definir o papel das mulheres na sociedade, em todos os cantos do planeta.

São incrivelmente decisivas nas ações do dia a dia, seja no lar, na escola, na política, no trabalho, nas mais diversas áreas de atuação onde, com o passar dos anos, foram quebrando barreiras e demonstrando sua capacidade de ali estar.
Neste data especial, o Hospital de Cataguases presta sua homenagem às mulheres do mundo inteiro, por meio de nossas colaboradoras, mulheres que lutam pelo que acreditam, por aquelas que se esforçam todos os dias pelo que consideram justo. E que demonstram sua capacidade de realização. Mulheres que enfrentaram e continuam enfrentando a dura realidade pela qual todos estamos passando, com lucidez, coragem, determinação e vontade de acolher e ajudar aos seus semelhantes.
Mulheres que merecem, todas, nosso carinho, respeito e gratidão.
Mulheres que mantém viva a nossa esperança de que continuem trabalhando para que um futuro melhor para todos e todas possa realmente estar sendo alicerçado.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

Hospital de Cataguases informa sobre alteração no horário de visitas.

A Administração do Hospital de Cataguases, juntamente com a Comissão de Controle de Infecções Hospitalares, informa que, a partir desta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, passaram a vigorar novos horários para a visitação aos pacientes internados nesta unidade hospitalar.
As visitas aos internados na UTI Geral, que estavam suspensas devido ao aumento de casos de pessoas infectadas pela Covid-19, voltam a ser liberadas às segundas-feiras, quartas-feiras, sextas-feiras e domingos, no horário de 15h às 15h e 15min.

Importante ressaltar: a liberação é para apenas 1 visitante, pelo período de 15 minutos.

O setor de Enfermaria Covid segue com o mesmo protocolo adotado até o presente momento, ou seja, com a permissão para 1 acompanhante, em casos de alta dependência do paciente internado, através da avaliação da Enfermagem em conjunto com o médico assistente ou, na ausência deste, com o médico plantonista.

Importante ressaltar: este acompanhante, quando solicitado e autorizado, deverá permanecer junto ao paciente desde o momento da internação até a alta, não sendo, portanto, permitida a troca do acompanhante, mesmo que este seja profissional da saúde.

Em caso de óbito de PACIENTE COVID, a família, quando comunicada, deverá realizar o reconhecimento do corpo.
Esse reconhecimento deverá ser realizado por apenas 1 familiar responsável, acompanhado por integrante da equipe de Enfermagem, ambos devidamente paramentados.
Em caso de negativa dos familiares em fazer esse reconhecimento, o familiar responsável deverá assinar um TERMO DE RECUSA DE RECONHECIMENTO, para que o corpo seja liberado para o sepultamento.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

Hospital de Cataguases adquire e instala novo Aparelho de Radiografia.

O novo equipamento é dotado de alarmes sonoro e visuais para prevenir qualquer possibilidade de falhas no sistema, tais como:

– Excesso de corrente elétrica, alta ou baixa tensão da rede; – Dispositivo que, na ocorrência de alarme, proíbe a emissão de Raios X; – Dispositivo para informação e visualização de todos os parâmetros selecionados na unidade de comando; – Circuito de sinalização sobre nível de radiação X na sala de atendimento; – Unidade de comando: É dotada de interface eletrônica com o operador, possibilitando o ajuste de carga, micro amperagem e de tempo para melhor controle da dosagem necessária para obter o melhor resultado e redução de riscos aos pacientes, seleção da área a ser radiografada. Indicação de códigos de erro, por meio de display dotado de técnicas pré-programadas, selecionáveis de acordo com a parte do corpo do paciente a ser radiografada.

“É um equipamento que nos permite a otimização das doses dos raios x, oferecendo uma imagem melhor e com mais rapidez, além de proporcionar maior segurança aos seus operadores e pacientes”, explica o técnico em Radiologia Dejanilton Luiz Corrêa, com 37 anos de experiência na profissão e há 7 anos trabalhando no Hospital de Cataguases.

Esse aparelho de Raio X foi adquirido através de emenda parlamentar do ex-deputado federal Marcus Pestana, referente ao convênio 886266/2019. O novo equipamento custou R4 123.000, 00 (cento e vinte e três mil reais), conforme explicou a gerente de Serviços de Apoio do Hospital de Cataguases Daniella Rodrigues Pereira.

O médico Gilberto Delfim de Carvalho, diretor clínico do Hospital de Cataguases, disse que “podemos afirmar, com tranquilidade, que temos em mãos um equipamento com tecnologia das mais avançadas para sua finalidade, que nos possibilita oferecer aos nossos pacientes aqui de Cataguases, da nossa microrregião e de todos os pacientes aqui atendidos, sejam pelo SUS, particulares, ou dos mais variados convênios, os melhores resultados nas imagens básicas para os procedimentos que se façam necessários”.
O novo aparelho de Raio X do Hospital de Cataguases começou a ser utilizado na última sexta-feira, dia 19 de fevereiro.

O Provedor do Hospital de Cataguases José Roberto Furtado explicou que “esta é mais uma das ações que estamos realizando, direcionadas a modernização e melhoria dos equipamentos, dos serviços prestados, da ampliação dos serviços, na agilização de trâmites burocráticos das mais diversas finalidades, visando oferecer um atendimento mais rápido e ainda mais eficiente às pessoas que precisarem dos serviços do Hospital de Cataguases”.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases

Hospital recebe doação da Cia Industrial Cataguases.

O Hospital de Cataguases recebeu, na última segunda-feira, 22 de fevereiro, doação de mais de seiscentos quilos de tecidos de Companha Industrial Cataguases. O material foi entregue pelo Diretor Técnico da empresa Marcos Aurélio de Sousa Rodrigues, acompanhado pelo Supervisor do seu Centro de Distribuição Pedro Roberto Correia Caldas Sobrinho. O material foi recebido no almoxarifado do Hospital e registrado pela gerente de serviços de apoio Daniella Rodrigues Pereira. Ela explicou que esses mais de 600 quilos de tecidos serão transformados em lençois para ajudar a abastecer todas as áreas de internação do Hospital, como pronto-socorro, maternidade, enfermarias e UTIs. “Agradeço à Cia. Industrial Cataguases em nome de toda a direção, colaboradores e pacientes do Hospital de Cataguases por este importante gesto de solidariedade para com a nossa instituição e as comunidades aqui atendidas. É preciso ressaltar que nós ainda estamos enfrentando uma situação de pandemia e toda contribuição é sempre muito bem recebida”, ressaltou Daniella.

Camilo Vória – Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases.

Médico cataguasense reforça equipe de Saúde no combate à Covid-19 em Manaus/AM

O médico cataguasense Pablo Salgado, de 27 anos, formou-se em medicina pela faculdade de Petrópolis e faz residência de cirurgia geral no hospital Adventista Silvestre, Rio de Janeiro, com a equipe que mais faz transplantes de fígado da América Latina, bem como de rins e pâncreas. Ele é filho de Hercyl Salgado Filho e Carmen Salgado. É irmão caçula de Hercyl Neto e René Salgado.
Pablo atendeu convite do Ministério da Saúde para integrar equipes de profissionais médicos visando auxiliar no atendimento à Saúde dos manauaras e amazonenses durante esse prolongado período de calamidade que aquele estado e sua capital vêm enfrentando, com o crescente número de pessoas contaminadas pela Covid-19.
Diariamente partem profissionais da saúde, heróis anônimos de todas as partes do país para o Amazonas. Ele e os demais companheiros dessa ação solidária foram vacinados antes do embarque para um período aproximado de 10 dias desse trabalho. Eles teriam direito a remuneração e vale alimentação durante o período que lá estiveram, mas não quiseram receber.
“Pablo se formou numa excelente faculdade graças aos fornecedores, ótima equipe de colaboradores e, principalmente, aos clientes do bazar René e bazar Leblon, o que nos permitiu custear os seus estudos. Ele sabe que está apenas retribuindo, destacou seu pai, Hercyl Salgado Filho.
Já em Manaus, o médico cataguasense e seus companheiros de voluntariado, o colega Rodrigo Leite Furtado e o instrutor da residência em cirurgia geral Eduardo Martins Fernandes, passaram a prestar plantão no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. 
“Recebi o convite do meu instrutor, dr. Eduardo Fernandes, que manteve contato com o Ministério da Saúde, a fim de virmos a Manaus para ajudar voluntariamente, sem remuneração, para trabalhar, seja no setor de cirurgia geral, no qual a gente é habituado, seja no setor de terapia intensiva, no qual também temos experiência”, disse Pablo. 
Com o exemplo próprio de voluntariado na área médica, Pablo Salgado convocou outros colegas de todo o país para ajudar no combate à epidemia no Amazonas, seja de forma voluntária ou remunerada, por meio, por exemplo, do Edital do “Mais Médicos”. Em declaração à Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas, o médico cataguasense lembrou que “sou afilhado do dr. Fernando Olinto, que é o primeiro Médico Sem Fronteira brasileiro atuante, e sempre tive interesse em ajudar voluntariamente em locais, principalmente no Brasil, que estivessem enfrentando situações críticas como essa em que Manaus se encontra. Entendo como de grande importância que outros médicos do Brasil também tenham interesse, seja de forma voluntária, seja por remuneração, mas, que possam vir ajudar de alguma forma essa cidade e esse estado, que tanto precisam de auxílio nesse momento tão crítico em que se encontram”. 
Após completarem o período acordado os profissionais já retornaram às suas unidades-base.
Como reconhecimento, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ) concedeu, no último sábado, dia 6, a Comenda Evandro Freire aos médicos Eduardo Martins Fernandes, Pablo Salgado e Rodrigo Leite Furtado, pelo trabalho voluntário no combate à Covid-19 no Hospital 28 de Agosto, em Manaus, no Amazonas, durante a crise de saúde pública instaurada naquele estado.

Camilo Vória: Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases, com informações do Portal Cataguases, SES/AM, CREMERJ e MS. Fotos: arquivo familiar, CREMERJ e SES/AM.

Vai passar!!!

Seguimos na esperança de dias melhores

Dos setores de internação do Hospital de Cataguases os profissionais da linha de frente no tratamento de pacientes da Covid 19 transmitem mensagens de esperança, amor e conscientização para todos os cidadãos da cidade e região.

LABORATÓRIO DO HOSPITAL

Teste rápido para COVID 19 é no Laboratório de Hospital de Cataguases.


Teste Rápido Ag ECO Teste para Covid-19

O Laboratório do Hospital de Cataguases já está fazendo o novo Teste rápido de COVID-19 Ag ECO Teste. Produto de qualidade comprovada, com amostra coletada por swab de nasofaringe, os resultados ficam prontos em até duas horas. É isso mesmo, resultado em até duas horas!
O Teste Rápido Ag ECO Teste para Coronavírus, com detecção de antígeno do vírus da COVID-19, é ideal para teste em pessoas com 3 a 6 dias de sintomas. O diagnóstico precoce e uma resposta adequada são essenciais para o controle eficaz em larga escala da transmissão do COVID-19.
Se estiver na dúvida, faça o teste. O laboratório do Hospital de Cataguases está de portas abertas para atendê-lo, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Outras informações pelo 3429-4940.

Laboratório do Hospital de Cataguases, procurando sempre servir melhor.

Dia do Coração é todo dia!

O Hospital de Cataguases presta sua homenagem a todos os profissionais da Saúde que atuam na prevenção e no tratamento de problemas cardiovasculares.

O Hospital de Cataguases lembra que o objetivo desta divulgação é o de promover a conscientização da sociedade de uma maneira geral sobre os problemas cardiovasculares –  fatores de risco para a doença – e incentivar a adoção de um estilo de vida mais saudável, bem como cuidados gerais para manter a boa saúde do coração.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, em média, anualmente, 300 mil pessoas sofrem infarto agudo no miocárdio, sendo que 30% desses casos são fatais.

Falta de ar, dores como aperto, queimação ou pontadas no tórax e formigamento, são alertas para procurar imediatamente um cardiologista.

Hipertensão, diabetes, obesidade, tabagismo, histórico familiar e problemas na tireoide também estão ligados aos problemas cardiovasculares.

Lembre-se: a melhor maneira de cuidar bem do seu coração é a prevenção, fazendo exames regulares com um cardiologista. Descobrir uma doença cardiovascular precocemente aumenta as chances de tratamento e controle. Por isto, esteja sempre atento aos sinais do seu corpo, realize exames de rotina e mantenha hábitos saudáveis.

Camilo Vória: Assessoria de Relações Públicas do Hospital de Cataguases


			
		

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta segunda-feira, dia 5 de abril de 2021, às 16h e 20min.

UTI-Geral – está com 6 pacientes no total, tendo 4 (positivos Covid) de Cataguases, 1 (positivo Covid) de Astolfo Dutra e 1 (positivo) de Pirapetinga.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 6 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra e 2 (positivos) de Dona Eusébia.

Enfermaria Covid – está com 23 pacientes no total, sendo 14 (positivos) de Cataguases, 2 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Miraí, 3 (suspeitos) de Cataguases, 1 (suspeito) de Itamarati e 1 (suspeito) de Astolfo Dutra.

Nas últimas 24 horas foram registrados 2 óbitos de pacientes diagnosticados com Covid-19: 1 homem – 82 anos, de Astolfo Dutra e 1 homem – 58 anos, de Presidente Bernardes.

Nas últimas 24 horas 3 pacientes diagnosticados com Covid-19 receberam alta hospitalar: dois homens, 1 com 78 anos e 1 com 77 anos e 1 mulher, com 50 anos, todos de Cataguases.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases neste domingo, dia 4 de abril de 2021, às 16h e 20min.

UTI-Geral – está com 9 pacientes no total, tendo 5 (positivos Covid) de Cataguases, 2 (positivos Covid) de Astolfo Dutra, 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes e 1 (positivo) de Pirapetinga.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 5 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra e 2 (positivos) de Dona Eusébia.

Enfermaria Covid – está com 24 pacientes no total, sendo 12 (positivos) de Cataguases, 3 (positivos) de Dona Eusébia, 2 (positivos) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Miraí, 1 (positivo) de Itamarati, 4 (suspeitos) de Cataguases e 1 (suspeito) de Santana de Cataguases.

Nas últimas 24 horas não foi registrado nenhum óbito de paciente diagnosticado com Covid-19.

Nas últimas 24 horas nenhum paciente diagnosticado com Covid-19 recebeu alta hospitalar.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases neste sábado, dia 3 de abril de 2021, às 16h e 20min.

UTI-Geral – está com 7 pacientes no total, tendo 4 (positivos Covid) de Cataguases, 2 (positivos Covid) de Astolfo Dutra e 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 5 (positivos) de Cataguases, 2 (positivos) de Dona Eusébia 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba e 1 (positivo) de Astolfo Dutra.

Enfermaria Covid – está com 21 pacientes no total, sendo 11 (positivos) de Cataguases, 3 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Miraí, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Pirapetinga, 1 (positivo) de Itamarati, 1 (suspeito) de Santana de Cataguases e 2 (suspeitos) de Cataguases.

Nas últimas 24 horas foram registrados 2 óbitos de pacientes relacionadas com Covid-19, 2 mulheres, 1 com 44 anos e 1 com 59 anos, ambas de Cataguases.

Nas últimas 24 horas 5 pacientes diagnosticados com Covid-19 receberam alta hospitalar, sendo 4 de Cataguases: 1 homem – 84 anos, 1 homem – 53 anos, 1 mulher – 81 anos e um bebê – 6 meses, além de 1 mulher – 50 anos, de Chiador.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta sexta-feira, dia 2 de abril de 2021, às 16h e 05min.

UTI-Geral – está com 9 pacientes no total, tendo 5 (positivos Covid) de Cataguases, 1 (positivo Covid) de Astolfo Dutra, 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes e 1 (suspeito Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 5 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba, 2 (positivos) de Astolfo Dutra e 1 (positivo) de Dona Eusébia.

Enfermaria Covid – está com 28 pacientes no total, sendo 15 (positivos) de Cataguases, 4 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga, 1 (positivo) de Itamarati, 4 (suspeitos) de Cataguases e 1 (suspeito) de Astolfo Dutra.

Nas últimas 24 horas não foi registrado nenhum óbito de paciente diagnosticado com Covid-19.

Nas últimas 24 horas 3 pacientes diagnosticados com Covid-19 receberam alta hospitalar, 1 mulher – 82 anos, 1 mulher – 35 anos e 1 homem – 59 anos, todos de Cataguases.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta quinta-feira, dia 1 de abril de 2021, às 16h e 30min.

UTI-Geral – está com 7 pacientes no total, tendo 3 (positivos Covid) de Cataguases, 1 (positivo Covid) de Astolfo Dutra, 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes e 1 (suspeito Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 8 pacientes no total, sendo 3 (positivos) de Cataguases, 2 (positivos) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba e 1 (positivo) de Dona Eusébia.

Enfermaria Covid – está com 29 pacientes no total, sendo 17 (positivos) de Cataguases, 4 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga, 4 (suspeitos) de Cataguases e 1 (suspeito) de Astolfo Dutra.

Nas últimas 24 horas foram registrados 5 óbitos de pacientes diagnosticados com Covid-19: 1 homem – 62 anos e 4 mulheres, 1 de 84 anos, 1 de 69 anos, 1 de 64 anos e 1 de 63 anos, todos de Cataguases.

Nas últimas 24 horas 1 paciente diagnosticado com Covid-19 recebeu alta hospitalar, 1 homem – 42 anos, de Cataguases.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta quarta-feira, dia 31 de março de 2021, às 16h e 20min.

UTI-Geral – está com 9 pacientes no total, tendo 3 (positivos Covid) de Cataguases, 1 (positivo Covid) de Astolfo Dutra, 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes, 1 (positivo) de Miraí e 2 (suspeitos Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 5 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Dona Eusébia e 1 (suspeito) de Cataguases.

Enfermaria Covid – está com 29 pacientes no total, sendo 14 (positivos) de Cataguases, 3 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga, 7 (suspeitos) de Cataguases e 1 (suspeito) de Astolfo Dutra.

Nas últimas 24 horas foi registrado 1 óbito de paciente diagnosticada com Covid-19, 1 mulher – 70 anos, Astolfo Dutra.

Nas últimas 24 horas 1 paciente diagnosticada com Covid-19 recebeu alta hospitalar, 1 mulher – 71 anos, de Astolfo Dutra.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta terça-feira, dia 30 de março de 2021, às 16h e 15min.

UTI-Geral – está com 9 pacientes no total, tendo 3 (positivos Covid) de Cataguases, 1 (positivo Covid de Astolfo Dutra, 1 (positivo Covid) de Presidente Bernardes e 3 (suspeitos Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 9 pacientes no total, sendo 5 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Dona Eusébia.

Enfermaria Covid – está com 21 pacientes no total, sendo 11 (positivos) de Cataguases, 3 (positivos) de Dona Eusébia, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga e 3 (suspeitos) de Cataguases.

Nas últimas 24 horas foram registrados 2 óbitos de pacientes diagnosticados com Covid-19, 1 homem – 66 anos, de Bicas e 1 mulher – 56 anos, de Cataguases.

Nas últimas 24 horas 2 pacientes relacionadas com Covid-19 receberam alta hospitalar, 1 mulher – 47 anos e 1 mulher – 56 anos, ambas de Cataguases.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases nesta segunda-feira, dia 29 de março de 2021, às 16h e 45min.

UTI-Geral – está com 8 pacientes no total, tendo 3 (positivos Covid) e 1 (suspeito Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 10 pacientes no total, sendo 3 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Bicas, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Dona Eusébia e 2 (suspeitos) de Cataguases.

Enfermaria Covid – está com 19 pacientes no total, sendo 9 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga, 2 (positivos) de Dona Eusébia e 4 (suspeitos) de Cataguases.

Nas últimas 24 horas foram registrados 2 óbitos de pacientes diagnosticados com Covid-19, 1 homem – 90 anos, de Dona Eusébia e 1 mulher – 63 anos, de Cataguases.

Nas últimas 24 horas dois pacientes diagnosticados com Covid-19 receberam alta hospitalar, 1 homem – 42 anos e 1 homem – 52 anos, ambos de Cataguases.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases neste domingo, dia 28 de março de 2021, às 16h.

UTI-Geral – está com 7 pacientes no total, tendo 4 (positivos Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 9 pacientes no total, sendo 4 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Bicas, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Astolfo Dutra e 1 (suspeito) de Cataguases.

Enfermaria Covid – está com 23 pacientes no total, sendo 12 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga, 2 (positivos) de Dona Eusébia e 5 (suspeitos) de Cataguases.

Nas últimas 24 horas foram registrados 2 óbitos de pacientes diagnosticadas com Covid-19, 1 mulher – 60 anos, de Lima Duarte e 1 mulher – 73 anos, de Divino.

Nas últimas 24 horas nenhum paciente diagnosticado com Covid-19 recebeu alta hospitalar.

DADOS HOSPITALARES

Números atualizados do Hospital de Cataguases neste sábado, dia 27 de março de 2021, às 16h e 15min.

UTI-Geral – está com 8 pacientes no total, tendo 3 (positivos Covid) de Cataguases.

(Em relação a pacientes positivos ou suspeitos de Covid internados na UTI-Geral, o Hospital de Cataguases está seguindo todos os protocolos de isolamento e tratamento, visando a proteção dos demais internados e das equipes de atendimento).

UTI Covid – está com 9 pacientes no total, sendo 2 (positivos) de Cataguases, 2 (positivos) de Juiz de Fora, 1 (positivo) de Bicas, 1 (positivo) de Além Paraíba, 1 (positivo) de Lima Duarte, 1 (positivo) de Astolfo Dutra e 1 (suspeito) de Divino.

Enfermaria Covid – está com 18 pacientes no total, sendo 11 (positivos) de Cataguases, 1 (positivo) de Astolfo Dutra, 1 (positivo) de Andrelândia, 1 (positivo) de Chiador, 1 (positivo) de Pirapetinga e 3 (suspeitos) de Cataguases.

Nas últimas 24 horas foi registrado 1 óbito de paciente diagnosticado com Covid-19, 1 homem – 69 anos, de Cataguases.

Nas últimas 24 horas 3 pacientes diagnosticadas com Covid-19 receberam alta hospitalar, sendo 1 mulher – 56 anos e 2 meninas, de 2 anos, todas de Cataguases.

1 2 3 23